quinta-feira, 30 de maio de 2013

Tapete de sal no tempero para a JMJ


Sempre tive curiosidade sobre esses tapetes de sal. Na madrugada deste 30 de maio de 2013, estive no Centro de São Gonçalo para acompanhar como se faz o maior tapete de sal da América Latina. O pessoal começa a chegar por volta das 17h do dia anterior ao da procissão. Para confeccionar os desenhos, os fiéis adicionam corantes ao sal grosso. Com o apoio de moldes, fica mais fácil executar criar formas e mensagens. Este ano a Igreja Católica forneceu 50 toneladas de sal grosso e dois mil quilos de serragem (utilizadas nas margens) para produzir os 240 quadros. No dia da festa, a procissão de Corpus Christi passa sobre o tapete e o dissolve. Uma festa! Os jovens eram os mais animados. Afinal, estão nos preparativos finais da Jornada Mundial da Juventude, de 23 a 28 de julho, aqui no Rio de Janeiro, quando receberão o papa Francisco. Diga-se de passagem: nunca um argentino foi tão aguardado no Brasil. A jornada esteve presente em grande parte dos tapetes. Neste vídeo, a secretária Mayara Costa explica um pouco sobre a arte de produzir os famosos tapetes que colocam São Gonçalo em destaque nas américas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Brigadeiro que inspirou doce morreu solteiro aos 84 anos

Eleição de 2 de dezembro de 1945: as mulheres vão votar pela primeira vez para presidente no Brasil. E um candidato as fazem suspirar: ...