quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Programa de beleza no Youtube bate audiência da TV

O Youtube registrou ano passado 1 trilhão de visualizações de vídeos. É coisa paca. Segundo Alvaro Paes de Barros, o homem do portal no Cone Sul, durante debate hoje no Rio Content Market, é como se cada habitante do planeta tivesse assistido a 140 vídeos no ano. Ele lembrou que em 2016 os vídeos vão consumir 90% da banda larga. Os 10% restantes serão para fotos, textos, gravuras e outros arquivos. Para ele, a internet funcionará como plataforma para novos canais de TV. Ele citou casos como o da jovem Michele Phan, que dava dicas de beleza em vídeos caseiros. O Youtube apostou nela e seus acessos dispararam. Em comparação, um programa de sucesso sobre o mesmo tema na TV americana por assinatura alcança 700 mil espectadores, a metade da audiência que Michele registra na internet.

Em um minuto e meio de filme: 85 autorizações de imagem

É provável que você pense um dia escrever um livro. Talvez até seja uma biografia sobre personagem que você acha interessante. Mas com a atual Lei do Direito Autoral (9.610/98) você não imagina o quanto a realização dessa obra lhe trará aborrecimentos. O tema entrou em debate quarta-feira no Rio Content Market. É desanimador o relato de Clélia Bessa, da Raccord Produções, que produziu o documentário sobre Cartola. Ela selecionou um trecho do filme no qual aparece o cantor e vários amigos e há cenas do Brasil dos anos 50 e 60. Apesar de só durar um minuto e meio, a sequência precisou da assinatura de 85 pessoas para fazer parte do documentário. A parte burocrática do filme demorou dois anos para colher autorizações. E quanto mais demorava para se fazer o documentário, mais complicava. Se alguém morria, o pedido de autorização para o uso de imagem passava a ser feito aos herdeiros. Mais gente pra assinar. O curioso é que a luz no fim do túnel para o problema é um projeto de lei que libera a biografia de pessoas públicas. O autor é Antonio Palocci, justamente alguém que poderia ser alvo de alguma biografia não-autorizada.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Neymar dá mais ibope do que Justin Bieber e Lady Gaga


Neymar dá mais ibope do que
Justin Bieber e Lady Gaga

Muita gente se pergunta se vale a pena postar vídeo no Youtube e aderir ao Ad Sense, o sistema que remunera o autor do vídeo pelo número de visualizações. Se você consegue uma sequência de virais, aqueles vídeos que todo mundo manda para o amigo ver, o serviço pode render um bom dinheiro. Veja o caso da TV Santos no Youtube (ilustração: reprodução da internet).

Em debate hoje no Rio Content Market (20/02/2013), o maior evento para produtores de vídeo do Brasil, o responsável pela TV Santos, Arnaldo Hase, falou do sucesso do canal do Peixe no Youtube. Em 37 meses, já foram 73.315.093 visualizações de vídeo. Trocando em miúdos, ou melhor, em dinheiro, o clube faturou 11.500 dólares em 2011. Ano passado, papou 65 mil dólares. A previsão para este ano é abocanhar 250 mil dólares. A grana paga todos os custos da produção. Afinal, a TV Santos posta os vídeos na internet e só conta com quatro funcionários, todos com carteira assinada.

Quem anda puxando tanta audiência é, óbvio, o astro do time, Neymar. Segundo Arnaldo, um poderoso portal brasileiro o informou que o craque dá mais audiência do que Justin Bieber e Lady Gaga. A fórmula do sucesso é simples: cenas dos bastidores do clube santista. As brincadeiras de Neymar & Cia acabam por se transformar em virais. Um dos campeões é o vídeo no qual Neymar bate bola com Ganso (quando ainda era do Peixe) no vestiário. Deu 3,7 milhões de acessos (link http://youtu.be/nWcYSYrOFu8).

O bom desempenho da garotada santista fez a TV Santos se tornar a quarta em audiência entre os clubes no mundo dentro do portal de vídeos. A TV do Barcelona é a primeira, mas tem muito mais tempo de existência, com 142 milhões de acessos.
O lucro para o Santos é maior se contabilizada a exposição da marca. Para se ter uma ideia, as filmagens nos bastidores - depois de selecionadas - são repassadas às TVs. Na segunda-feira passada, por exemplo, o Globo Esporte usou seis minutos dessas imagens. Na decisão do Mundial em 2011, a Nikon TV, do Japão, usou 38 minutos do material gerado pela equipe santista.

Outros exemplos
No mesmo evento,  o apresentador da TV Timão, Carlos Carreiras, anunciou que a nova parceira do Corinthians é a Band, que substitui a TV Mais. A TV Corinthians passa na Oi e já negocia para entrar na NET. O coordenador de Audiovisual do Fluminense, Eduardo Albuquerque, informou que a Flu TV está mais focada em estimular a torcida a comparecer aos jogos. Trabalha em campanhas como a "Decida o Tetr4", que aumentou consideravelmente a presença de torcedores no returno do Brasileiro.

Imagem em 4K na Copa
Outra informação importante hoje no Rio Content: a Fifa estuda se transmitirá a Copa de 2014 em 8K. O que isso significa? Bem, já estamos acostumados com o full HD, essas TVs de Led gigantes, com 1920 x 1080. Mas é raro você ver produções em 4K, a não ser que vá ao cinema. Imagina, então, a qualidade de uma imagem em 8K. Outras opções em debate são o 3D (já testado na Copa da África) e o 4K, a tal tela de cinema.

A informação é do responsável pela Fifa TV no Brasil, Sven Shaeffner, em palestra no Rio Content. Sven informou ainda que a  Fifa contará com 32 equipes de reportagem para a Copa do Mundo, além de outras nove só para cobrir as histórias em torno do povo brasileiro.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

No mar, pedidos pelas vítimas de boate

Ao acompanhar o fotógrafo Severino Silva, para o curta que estou finalizando sobre o seu trabalho, fiz este vídeo na barca que levou seguidores da umbanda e do candomblé à cerimônia no mar, na entrada da Baía de Guanabara. Os fiéis fizeram pedidos pelas vítimas na boate em Santa Maria.

Brigadeiro que inspirou doce morreu solteiro aos 84 anos

Eleição de 2 de dezembro de 1945: as mulheres vão votar pela primeira vez para presidente no Brasil. E um candidato as fazem suspirar: ...